PROGRAMAÇÃO A COMPANHIA CCT/TEP CONTACTOS APOIOS   NEWSLETTER  
Ok
 
 
 
MAIORIA ABSOLUTA
de Gonçalo Amorim e Rui Pina Coelho
 
QUA 14, QUI 15 & SEX 16 MAR / 21H30 • SÁB 17 MAR / 19H00 • DOM 18 MAR / 17H00 • QUA 21, QUI 22 & SEX 23 MAR / 21H30 • SÁB 24 MAR / 19H00
CAFÉ-TEATRO • TEATRO MUNICIPAL CAMPO ALEGRE
7,50EUR • M/16

Co-produção: Teatro Municipal do Porto e Teatro Nacional D. Maria II



NOTA: Utilizadores do Chrome necessitam instalar uma extensão de subscrição de RSS (RSS Subscription Extension p.ex.)

 
Portugal, anos noventa. Depois da eleição de Cavaco Silva, em 1987, por maioria absoluta, o país entrará num novo ciclo. O dinheiro que virá de Bruxelas permitirá um crescimento rápido de uma sociedade de consumo e da estabilização da qualidade de vida de uma classe média que se habituará a novos padrões de vida. Entretanto, Cavaco Silva ia alcatroando o país, abrindo universidades privadas dia sim, dia não e, lentamente, tentando atirar as artes e a cultura para a irrelevância. Para muitos de nós, contudo, esses foram os nossos melhores anos – foi então que atingimos a maioridade, que construímos as nossas certezas mais absolutas, que escrevemos inflamados poemas de amor a musas semanais, que lutámos contra as propinas, que nos manifestámos dia sim, dia não. Éramos jovens. "Maioria Absoluta", o terceiro momento de uma Trilogia da Juventude, depois de "O Grande Tratado de Encenação" e de "A Tecedeira que Lia Zola", voltará a esses anos noventa.

 
 
A TECEDEIRA QUE LIA ZOLA
A TECEDEIRA QUE LIA ZOLA, de Gonçalo Amorim
26 de Abril, 21h30, Teatro das Figuras, Faro
13 de Abril, 21h30, Teatro Aveirense, Aveiro
 
MOCHILA
MOCHILA, de Gonçalo Amorim, Jorge Louraço Figueira e João Miguel Mota
de 6 a 8 de Abril, Teatro Municipal Constantino Nery, Matosinhos
 
TEORIA DAS TRÊS IDADES
TEORIA DAS TRÊS IDADES de Sara Barros Leitão
18 e 19 de Junho, Teatro Municipal Rivoli, Porto
 
  Ficha técnica