O TEP é uma estrutura residente no Teatro Campo Alegre, no âmbito do programa Teatro em Campo Aberto, e apoiada pela Câmara Municipal do Porto.

Estética, resistência e melancolia

TEP & Teatro Nacional São João

O escritor e dramaturgo Peter Weiss assinou uma das obras seminais da literatura alemã, A Estética da Resistência (1975-81). É dela que Rui Pina Coelho parte livremente para construir Estética, Resistência e Melancolia, que o Teatro Experimental do Porto propõe e Gonçalo Amorim encena. Weiss acompanha o percurso de três jovens operários comunistas alemães, de 1937 ao eclodir da Segunda Guerra Mundial. As suas meditações sobre pintura, escultura e literatura são uma forma de dissidência do regime nazi e de busca de afinidades entre a resistência política e a arte. Tudo começa numa ausência: face ao friso de Pérgamo no museu em Berlim, notam a falta da figura do deus Héracles e imaginam um seu substituto humano, arauto dos oprimidos e explorados, a quem Rui Pina Coelho dá voz: “Tenho-me habituado a pensar que a criação artística sem verdade não tem muita razão de ser.” O espetáculo lança no presente essa procura de sentido, erguendo uma litania sobre arte e política, verdade e camaradagem.

  • De: Rui Pina Coelho
  • Com excertos de: "A Estética da Resistência", de Peter Weiss
  • Encenação: Gonçalo Amorim
  • Cenografia e figurinos: Catarina Barros
  • Assistência de cenografia e figurinos: Inês Vilas Boas
  • Desenho de luz: Cárin Geada
  • Desenho e operação de som: João André Lourenço
  • Música original: Pedro João
  • Assistência de encenação: Patrícia Gonçalves
  • Assistência de produção: João Vaz Cunha
  • Interpretação: Eduardo Breda, Gonçalo Amorim, Isabel Costa, João Miguel Mota, Joana Magalhães, Pedro Moldão
  • Coordenação e execução das esculturas: Cristóvão Neto
  • Apoio à execução das esculturas: Bárbara Ámen e Álvaro Jesus
  • Agradecimentos: AMANDA – Medida Anónima, Vera San Payo de Lemos, Cristina Planas Leitão, Lamiré – Casa dos Pianos, Castanheira – Sómusica, APEX – Material e Equipamento Médico, Lda., Doc Rossi, Aníbal Beirão
  • Este espetáculo foi acompanhado pela Escola da Resistência – jornada de estudo e preparação para o espetáculo (em colaboração com o Centro de Estudos de Teatro da FLUP) –, e contou com João Pedro George ("Função social da crítica e intervenção cultural"), Vivi Tellas ("Resistência artística ou resistir através da Arte"), Ana Coimbra Oliveira ("Um sítio onde pousar a imaginação"), Gustavo Vicente ("Oficina de prática como investigação"), Luís Trindade e Fernando Matos Oliveira ("Ler 'A Estética da Resistência' – Jornada de trabalho em torno da obra de Peter Weiss").
  • Coprodução: Teatro Experimental do Porto, Teatro Nacional São João
  • Fotografia: João Tuna/TNSJ

Duração: 150 (com intervalo) min.

Classificação etária: M/12

Preço: € 10


Teatro Nacional de São João